quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

A imagem do dia


Na foto, Jean Graton a mostrar o álbum "300 à Hora em Paris" a Patrick Tambay, então piloto da Ferrari, no fim de semana do GP da Holanda de 1983.

O primeiro álbum que li deve ter sido na casa do meu tio, quando tinha os meus dez anos, talvez menos. Tinha a ver com as 24 Horas de Le Mans - acho que era "O Fantasma das 24 Horas" ou algo assim - e fiquei encantado com a história. Alguém a desenhar banda desenhada relacionda com automobilismo, e ainda por cima com qualidade? UAU!

Pouco tempo depois, consegui ler outros álbuns da série, e fiquei com ideia do que isto era. Criado pelo francês Jean Graton, Michel Vaillant era um piloto cuja familia também tinha gasolina nas veias - o pai tinha sido piloto, o irmão também, e agora era o diretor de equipa - e tinha um bom amigo e companheiro de equipa, o americano Steve Warson, que com a sua cabeleira loira, parecia um misto de astronauta do Mercury Seven e o Steve McQueen, e depois tinham os seus nemesis, a Leader, que queria bater a concorrência, incluindo a Vaillant. 

E eles iam a todas: Formula 1, Le Mans, Ralis, IndyCar... um pouco de tudo. Para mim, um dos melhores álbuns foi um que fizeram em 1972, de seu nome "Rush" (não, não e o filme de 2013) em que iam de uma ponta à outra da América, numa espécie de "Rally Raid" com os seus próprios carros. E com Vaillant entravam muitos pilotos reais, amigos do autor. Em alguns albuns poderiam entrar gente como Jacky Ickx, Didier Pironi, Gilles Villeneuve, Francois Cevért, Alain Prost, Patrick Tambay, Thierry Boutsen, Jean Alesi e muitos outros.

Era frequente serem publicados muitos álbuns do Michel Vaillant nos anos 70 e 80 por estas bandas, mas depois perdeu-se o fio à meada, logo, não vi o que andavam a fazer nos últimos tempos, mas de uma certa forma, fui poupado à decadência da qualidade dos álbuns do Graton, que em boa hora - tinha acabado de fazer 80 anos, em 2004 - cedeu a pena ao seu filho Philippe, para que Michel Vaillant sofresse um refrescamento, o que aconteceu nos últimos dez anos, e de uma certa forma recuperou muitos dos amantes da personagem.

Jan Graton, nascido a 10 de agosto de 1923, morreu hoje, 21 de janeiro de 2021, aos 97 anos. Michel Vaillant, a sua maior criação, viverá para sempre.

WRC 2021: Rali de Monte Carlo (Dia 1)



Duas especiais apenas deram a Ott Tanak a liderança provisória do Rali de Monte Carlo. O piloto estónio da Hyundai tem uma vantagem de 3,3 segundos sobre os Toyotas de Kalle Rovanpera e de Elfyn Evans. Thierry Neuville é o quarto, e já perdeu 16 segundos para a liderança.

Debaixo de chuva, que afastou alguma da neve que existia nas estradas em redor de Monte Carlo, o rali começou com Tanak ao ataque, triunfando na especial Saint-Disdier - Corps, de 20,58 quilómetros, ganhando três segundos a Rovanpera. Mas a especial ficou marcada pelo acidente espetacular de Teemu Suninen, que capotou com o seu Ford Fiesta, acabando na valeta. Com o roll-bar danificado, acabou por abandonar a prova.

Tanak voltou a ganhar na segunda especial, Saint-Maurice - Saint-Bonnet, desta vez com 0,3 segundos de vantagem sobre Rovanpera e cinco segundos sobre Elfyn Evans. Já Sebastien Ogier, o campeão do mundo, perdeu 13,3 segundos e caiu para o quinto posto da geral.

"Fiquei surpreso com o bom que era o sentimento com as notas e tudo mais. A equipa está fazendo um bom trabalho, então temos que continuar assim.", disse Rovanpera no final da segunda especial. 

Comecei por ter cuidado porque conhecemos mal estes novos pneus, mas depois na PE1, a meio do troço o pedal do travão foi completamente até ao fundo, fiquei sem travões, foi assustador, consegui diminuir a velocidade mas perdi por completo a confiança. Foi um mau começo, mas há muito rali pela frente e ainda podemos lutar. O carro estará a cem por cento e cabe-me a mim dar o melhor.”, comentou.

Depois dos três primeiros, Thierry Neuville é o quarto, a 16 segundos, não muito longe de Sebastien Ogier, quinto a 16.9. Sani Sordo é um já distante sexto, a 42,7 segundos, com Pierre-Louis Loubet em sétimo, noutro Hyundai i20 WRC. Andreas Mikkelsen é o oitavo e o melhor dos WRC2, num Skoda Fabia Evo2, enquanto os Ford Fiesta de Adrien Fourmaux e Gus Greensmith fecham o "top ten".

O Rali de Monte Carlo prossegue amanhã com a realização de mais cinco classificativas.

Youtube Motorsport Video: Guia para ser piloto de Formula 1

Toda a gente quis ser piloto de Formula 1 a certa altura da vida. Mas quando se sabe da escada que tem de escalar para chegar à elite - são 20 pilotos por temporada, lembra-se - é uma montanha muito alta para escalar, especialmente quando agora precisa-se de muito dinheiro. Olhem para o Lance Stroll e o Nikita Mazepin.

Então, para explicar todo esse processo, o Josh Revell fez este video do qual espera esclarecer todas as vossas dúvidas. 

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

WRC: Neuville considera Monte Carlo "uma lotaria"


Thierry Neuville
, atual vencedor do rali de Monte Carlo, parte para a nova edição desta prova com vontade de chegar ao fim, consciente de que a sorte tem de estar do seu lado para conseguir um nom resultado. 

"Monte Carlo é sempre um evento complicado para iniciar a temporada," começou por revelar o piloto da Hyundai. O piloto belga refere à complexidade da prova monegasca devido "às condições que encontramos. É um rali de asfalto mas obviamente durante o período de inverno podemos encontrar gelo, neve, lama com gelo e chuva. É um dos poucos eventos em que temos quatro tipo de pneus à escolha", continuou.

Neuville falou sobre a troca de navegador, Martijn Wydaeghe - em substituição de Nicolas Gilsoul - referindo que "será o meu primeiro rali com o Martijn como navegador e estamos a trabalhar muito para estarmos prontos, mas é certo que será o rali desafiante para ambos."

O rali de Monte Carlo começa amanhã.

Noticias: Alfa Romeo vai mostrar o seu carro a 22 de fevereiro


A Alfa Romeo Sauber irá mostrar o seu modelo C41, o carro desta temporada, no dia 22 de Fevereiro em Varsóvia, a capital da Polónia, devido a compromissos com o patrocinador-master, a Orlen, o que também garante que Robert Kubica continua seguindo na equipa como piloto de testes.  

Curiosamente, o monolugar de 2021 irá saltar um número na sua nomenclatura – a máquina de 2020 era conhecida como C39 – devendo o C40 ser o carro para a temporada de 2022, pois iria ser o projecto com os novos regulamentos. Este já tinha sido iniciado quando o regulamento foi adiado por um ano para contrariar a crise financeira espoletada pela pandemia do CoVid-19.

A Alfa Romeo Sauber, que em 2020 conseguiu oito pontos no campeonato, irá manter os pilotos da temporada passada, o italiano Antonio Giovinazzi e o finlandês Kimi Raikkonen

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Noticias: Simona de Silvestro vai correr nas 500 Milhas de Indianápolis


A piloto suíça Simona de Silvestro vai fazer o seu regresso aos monolugares e à IndyCar ao alinhar nas 500 Milhas de Indianápolis pela Paretta Autosport, que fará uma parceria com a Team Penske. A equipa é chefiada por Beth Paretta, que em 2016 tentou entrar na competição com a Grace Autosport, uma equipa cem por cento feminina na competição.

Roger e eu conhecemos Beth desde 2007, quando ela trabalhava na Aston Martin, e depois, quando ela estava encarregada do programa SRT Motorsports na Dodge, quando ganhamos nosso primeiro campeonato da NASCAR Cup em 2012”, começou por dizer o presidente da Penske Corporation, Bud Denker, à Racer americana. 

“[Quanto] corremos a Indy 500 em 2020, não tínhamos uma mulher na corrida. Falamos sobre o desejo de garantir que, com base em nosso compromisso com a igualdade - e seja por género, por etnia ou qualquer outra coisa -, tomemos as coisas em nossas próprias mãos na NTT IndyCar Series e Penske Entertainment, e tenhamos uma mulher a se classificar para a 105ª edição em maio próximo. Então fizemos isso nos alinhando com Beth e fechamos o negócio muito rapidamente. Levamos alguns meses para colocar tudo junto, incluindo alguns contratos.”, concluiu.

Paretta acha que Simona é a piloto ideal para uma corrida como esta, onde ela já participou em cinco ocasiões, tendo conseguido como melhor resultado um 14º lugar na edição de 2010. 

Ela não fica abalada, e o fato de ser piloto de fábrica da Porsche diz muito”, disse. “Há muitas pessoas que gostariam de ter esse emprego, e não são muitas as que o têm, e ela tem. E para ser justo, ela será a primeira a dizer que é uma piloto. Ela passa a ser uma mulher. Uma das coisas que gosto de dizer para muitas das mulheres com quem trabalhei é, tivemos nossos empregos, apesar do fato de sermos mulheres, não por causa disso [que deixamos de competir]. E eu acho que com a Simona, todos no paddock concordariam que seu talento, sua abordagem, sua ética de trabalho, seu compromisso com o preparação física, são paralelos a qualquer um dos pilotos da frente."

Estou animado para ver o que ela pode fazer neste carro, se podemos fazer mais corridas juntas. E se isso se transformar em algo de longo prazo... como sabemos, é difícil entrar num carro apenas para uma corrida. Eu acho que ela vai se encaixar bem porque ela está dirigindo em tempo integral entre a Fórmula E, os GT's e os Supercars australianos. Então ela não ficou sem volante, mas dito isso, acho que será fantástico tê-la em uma temporada completa quando pudermos, porque então podemos crescer como equipa. E então é quando obteremos o melhor de cada membro da equipa e, com sorte, estaremos lutando pelos dez primeiros, cinco primeiros e pelo pódio.”, concluiu.

Youtube Motorsport Video: A antevisão do GP da Nova Zelândia

Tirando a Formula 1, há dois sitios no mundo onde ainda existem Grandes Prémios a serem realizados e reconhecidos pela FIA. Um é bem conhecido, e é Macau. O segundo, poucos ouviram falar, mas é realizado desde 1950 e já foi vencido por gente como Stirling Moss, Bruce McLaren, Jack Brabham, Chris Amon e Keke Rosberg, entre outros. Trata-se do GP da Nova Zelândia, que decorre em Hampdon Downs, e este ano só estará disponível aos locais, porque as autoridades proibiram a entrada de estrangeiros no país.

No meio disto tudo, haverá, claro, pilotos bem interessantes que andarão num carro de Formula 3 (ou o seu equivalente) preparado pela Toyota, e entre os que irão correr, está um senhor chamado Kenny Smith, que continua a ser competitivo... aos 79 anos. E em 2021, correrá o seu 50ª Grande Prémio da Nova Zelândia!

Bom, para ver o resto, deixo-vos às mãos deste video, explicado por um local, o Josh Revell

segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

WRC: Ypres já tem data


Já há data para o Rali de Ypres, na Bélgica. Será entre os dias 13 e 15 de agosto, pouco mais de duas semanas depois do Rali da Finlândia. Vai ser a segunda tentativa de organizar a prova no Mundial de ralis, depois da primeira, marcada para novembro de 2020, ter sido cancelada por causa do regresso do coronavirus naquela parte da Europa, obrigando à restrição de circulação de pessoas e bens. 

Para o organizador, Jan Huyghe, do Club Superstage, a data é excelente. "Para nós como organizadores é uma data incrível, tal como para muita gente pois trata-se de um fim de semana prolongado no meio das férias escolares," referiu. Contudo, é altamente provável que no meio de Agosto ainda se pode estar no meio da pandemia - apesar das vacinas - e as multidões poderão ser algo a evitar.

Esta ano, o Rali de Ypres entra no lugar do Rali de Gales, que foi cancelado devido à sua incapacidade de ser organizado neste período de pandemia por parte do clube automóvel local.

Noticias: Organizadores do GP do Mónaco insistem na sua realização


Apesar dos insistentes rumores de cancelamento pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia do coronavirus, os organizadores do GP do Mónaco afirmaram hoje que tudo continua a ser feito de acordo com os planos. O Automobile Club de Monaco disse que os planos para erguer a estrutura, no inicio de março, continuam sem modificações, embora a cidade-estado viva em recolher obrigatório entre as 19 horas e as 6 da manhã.

O Mónaco geralmente hospeda dois eventos de automobilismo em maio, em anos alternados: o ePrix da Fórmula E e Grande Prêmio histórico, mas com o cancelamento do Grande Prémio em 2020, este ano ambos foram programados antes da prova de Fórmula 1, marcada para o dia 23 de maio. A corrida de carros históricos acontecerá a 25 de abril e o ePrix de Mônaco a 8 de maio, e pela primeira vez acontecerá em toda a dimensão do circuito.

Esta semana decorre o Rali de Monte Carlo, com diversas restrições devido ao coronavirus, nomeadamente a interdição de público nas classificativas e um rali encurtado.

domingo, 17 de janeiro de 2021

Noticias: Felix da Costa não quis estar no GP de Portugal


Falou-se na altura do GP de Portugal da chance de António Félix da Costa poder participar numa sessão de treinos livres da prova, a convite do organizador. Contudo, tal não aconteceu, e o piloto de Cascais, atual campeão da Formula E, disse há alguns dias ao site The Race o porquê: dinheiro. E nem foi ele que teve a ideia, foram os promotores.

Não teve nada a ver diretamente comigo e o que aconteceu foi, eu acho, que os donos da pista queriam convencer o governo a vender mais alguns bilhetes”, disse Felix da Costa ao The Race. “Foram os promotores da corrida. Eles foram falar com as equipas [perguntando] se eles poderiam me colocar em um dos carros para o TL1. Li no noticiário e liguei para o Tiago [Monteiro] o meu empresário, e disse ‘meu, o que é isso? Está a falar com alguém, ou ligaram para você?' E ele disse' Eu também não tenho ideia do que é isso'", continuou.

“[Então] fomos abordados por algumas equipas e todos queriam dinheiro para eu entrar no carro. Eu disse imediatamente que não estava interessado nessas condições e foram os promotores que meio que tentaram me colocar no carro. Talvez o governo ou o que quer que fosse teria permitido que mais alguns ingressos fossem vendidos. Qualquer investimento que eles tivessem para me colocar no carro estaria coberto, ou eles até ganhariam dinheiro com isso. Acho que, do lado deles, foi uma oportunidade de negócio pura. Mas, do meu lado, para ser honesto, não tínhamos nada a ver com isso.”, concluiu.

Em 2021, Félix da Costa, para além da sua participação na Formula E pela DS Techeetah, também correrá no WEC pela Jota Sport. 

sábado, 16 de janeiro de 2021

Mais um capitulo da saga Zanardi


Desde o final do mês de junho que estamos com a respiração suspensa sobre o estado de saúde de Alex Zanardi. O ex-piloto, agora paraciclista com sete medalhas paraolímpicas, sofreu um acidente grave nos arredores de Siena, quando colidiu contra um camião que estava a passar na estrada. Com ferimentos graves na cara e na cabeça, foi operado por diversas vezes, e ficou em coma indsuzido por mais de duas semanas, mas aos poucos, está a recuperar.

Contudo, nesta semana surgiu a noticia de que Zanardi foi novamente operado, mas o mais interessante é que a operação foi feita com anestesia local, e ele por causa disso, voltou a falar. A estória é contada pela italiana Autosprint, que dá declarações da Dra. Frederica Allemano, que afirmou:

"Foi uma emoção muito grande quando ele começou a falar, ninguém acreditou. Ele estava lá! E se comunicou com a família."

Já se sabia desde meados de dezembro que o ex-piloto italiano já reconhecia as pessoas, mas ainda não se sabia se era capaz de comunicar com eles. Agora, após essa operação, parece que essa parte está resolvida, continuando assim a sua longa reabilitação rumo à uma recuperação à vida normal.

Nada que Zanardi não tenha passado. Em setembro de 2001, sofreu um acidente muito grave em Lausutzring, durante uma prova da CART, onde depois de uma colisão com Alex Tagliani, perdeu ambas as pernas. 

Youtube Motosport Video: O teste do Toyota GR010 Hybrid

A Toyota apresentou esta semana o seu carro para o Mundial de Endurance, e os testes com vista ao Mundial de Endurance, que começará no fim de semana de 19 de março em Sebring, aconteceram no Autódromo de Portimão, no Algarve.

A Autosport portuguesa andou a fazer videos sobre as voltas que o carro japonês andou a fazer por estes dias de sol de inverno nas nossas bandas, numa altura em que surgiu o rumor sobre a realização dos 1000 km de Sebring, e se fala sobre a hipótese de Portimão ser o seu substituto...

Vende-se: BMW 635 de 1989 com proprietário VIP


Um BMW 635 é um bom carro, independentemente do ano e se a condição estiver boa, logo, este carro, que está a alcançar estatuto de "clássico", será sempre um bólido apetecível. Mas se nessa condição irá valer dinheiro, então imagina se o proprietário for alguém VIP.  É que este carro branco de matricula luxemburguesa pertenceu a Sean Connery, o primeiro James Bond.

O carro foi comprado entre 1989 e 90, para a sua casa em Marbella, no sul de Espanha, e ficou nas suas mãos até 1998, onde rodou pouco... e com razão: foi nessa altura em que o ator escocês, morto em 2020, teve uma segunda vida na sua carreira, culminando com o papel de Henry Jones Sr. no filme "Indiana Jones e a Grande Cruzada".

Com o sul andaluz a fazer bem à saúde dos automóveis - leia-se, não há ferrugem - tudo funciona, até a parte elétrica, normalmente a mais vulnerável a avaria. Depois de ter sido vendido, o carro esteve armazenado por mais de uma década no Reino Unido e foi visto pela última vez em 2016 na exposição comemorativa do centenário da BMW.  

O carro poderá custar entre 30 mil a 50 mil libras no leilão que acontecerá em breve

Rumor do Dia: Mais três corridas a caminho do cancelamento?


A Formula 1 poderá estar a caminhar para uma segunda versão da temporada de 2020, pois surgiu neste sábado o rumor de que as provas do Mónaco, Canadá e Baku, no Azerbeijão, poerão ser canceladas a favor de provas em Istambul, Mugello e Nurburgring. Ou seja, um calendário bem concentrado na Europa. 

Com o aumento exponencial no número de casos neste inverno - em muitos países se vive uma segunda ou terceira vaga da doença, mais devastadora que as anteriores - as autoridades locais não tem tudo outro remédio senão obrigar as pessoas a ficarem em confinamento geral, com algumas exceções. E com as noticias de que não haverá vacinas em massa até à primavera ou o verão, os próximos três a seis meses poderão ser bem complicados, numa temporada que já viu o adiamento do inicio da temporada, que passou da Austrália, a 21 de março, para o Bahrein, a 28 do mesmo mês. O GP da China também foi adiado, ainda com data a determinar. 

Ainda por cima, nada se sabe qual será a corrida que acontecerá a 2 de maio, que deveria ser preenchida pelo GP do Vietname, que foi cancelado. O candidato mais forte, neste momento, é o GP de Portugal, a decorrer no Autódromo de Portimão, depois de esta semana se ter declarado que existiam "conversações avançadas" nesse sentido.  

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Youtube Motoring Video: O Lancia Beta de Jeremy Clarkson no Top Gear especial do Botswana

Em 2007, o pessoal do Top Gear - então com os Três Estarolas, Jeremy Clarkson, James May e Richard Hammond - foram ao Botswana para atravessar aquele vasto e selvagem país. Nessa viagem, vimos os carros que eles usaram: Clarkson com um Lancia Beta Coupé, May com um Mercedes e Hammond com um Opel Kadett do qual chamou de "Oliver" e ficou com ele após a viagem.

Depois dessa aventura, quase nada se soube do destino do Mercedes e do Lancia, apenas que estariam algures no país. Pois bem, 14 anos depois, um casal americano descobriu o paradeiro do Lancia, pelo menos. Não está em grande condução, diga-se, mas se alguém quiser recuperá-lo e restaurá-lo, se for possível... porque não?