sexta-feira, 18 de julho de 2014

Noticias: Cosworth poderá fornecer motores à Indy em 2015

A Cosworth poderá está prestes a anunciar que fornecerá motores à IndyCar em 2015. Segundo a revista americana "Racer", responsáveis da companhia afirmam que um bloco desenhado de acordo com as especificações da IndyCar já está pronto para ser ensaiado e colocado nos chassis da marca a partir da próxima temporada. Contudo, segundo os responsáveis da marca, qualquer decisão nunca será tomada antes do dia 30 de agosto e caso seja positivo, irão com outro nome em cima, em vez de irem pelo seu próprio nome, como afirma Kevin Kalkhoven.

"Sim, estamos em sérias discussões com um número de empresas - duas em particular - e não é preciso uma enorme imaginação para pensar que podemos estar a trazer uma marca nova para os EUA pela primeira vez em um longo tempo", disse Kalkhoven. "Especificamente, o projeto com um certo fabricante está na fase de recomendação final, que acontecerá em algum momento no próximo mês. Essa decisão vai ser no sentido de 'sim, eles irão, ou não, eles não vão'", concluiu.

O interessante é que possivelmente, ele estava a aludir à Alfa Romeo que já esteva na IndyCar entre o final dos anos 80 e 1991, saindo de vez em 1995. O atual presidente da Fiat, Sergio Marchione, quer reavivar a marca de Milão e no ano que vêm, irá introduzir a marca no mercado americano, após mais de dez anos fora de cena. Contudo, um grande obstáculo que poderá vir será os kits aerodinâmicos, que entrarão em cena na próxima temporada e do qual serão desenvolvidas de forma independente de cada um dos dois fornecedores de motores existentes, Honda e Chevrolet.

"Chevy e Honda têm investido nos kits aerodinâmicos para a próxima temporada, portanto, qualquer novo fabricante que quer ser competitivo não apenas precisa de um motor, mas eles também precisam de um bom kit aerodinâmico. Acontece que este segundo elemento não é tão fácil [de fazer] como se poderia pensar. Essa é mais uma uma complicação, por isso temos arcado essa responsabilidade. Se o negócio do motor acontecer, receio que não tenhamos tempo suficiente para fazer um kit aerodinâmico suficientemente competitivo.

"Estou absolutamente convencido de que a Chevy e a Honda gostariam de ter um outro fabricante, e têm sido muito favoráveis a isso​​, mas tornou-se mais complexo do que se pensava inicialmente A Cosworth sabe como projetar um motor de carro de Indy, nós vencemos a Indy 500 por doze vezes. Conhecemos todos os vários aspectos desta tarefa. a dificuldade é convencer um fabricante de que vale a pena vir a Indy, que eles podem ganhar, que os kits aerodinâmicos pode ser feitos... isto não é tão simples como trazer apenas um novo fabricante para a competição." concluiu.

2 comentários:

Ron Groo disse...

Será que não fará vergonha lá nos EUA?

Skywarp disse...

Alfa Romeo-Cosworth, tudo FIAT.

Interessante, essas três marcas chegaram a ser rivais nos anos 70 e 80 na F-1.