sexta-feira, 27 de abril de 2007

O Papa e o Brasil


Por estes dias, a comunidade automobilistica brasileira está chateada com (se)Bento XVI. E porquê? Porque no inicio do próximo mês vai visitar o Brasil, na sua terceira viagem papal desde que foi eleito, há dois anos. Ora, eles não estão zangados com ele por si, mas sim porque uma das suas missas, em São Paulo, vai ser transmitida pela Rede Globo na mesma hora do que o GP de Espanha, às 10 horas da manhã (hora local).


Como a Rede Globo funciona como a rede pública de TV brasileira (apesar de ser uma rede privada, como todos os outros), o pessoal que gosta de Formula 1 acha que isso é uma ofensa, pois muitos são como eu: separam a Igreja da sua vida diária. E também essa zanga é dirigida para o canal de TV, pois acham que aquilo que está a acontecer é um atropelo aos seus direitos. Acham? Têm sorte ainda por verem a Formula 1 em sinal aberto. Aqui, já não temos esse direito...


Mas enfim, o problema é com eles. Mas mesmo à distância, faço minhas as palavras de Filipe Maciel, autor do Blog F-1.blogspot.com: "Pai, perdoai nossas ofensas, mas não perdoaremos a Globo que nos tem ofendido."

3 comentários:

Ron Groo disse...

Grande Speeder, não esperava menos de você! Que grande sacada e que citação feliz do Felipe Maciel...Ficou muito bom.
Olha, é uma pena que eu não consiga listar os blogs que não são fornecidos pelo ig em minha pagina, a sua estaria lá com certeza, assim como a minha está na sua.
Ron Groo

Felipe Maciel disse...

Puxa, não ter transmissão da Fórmula 1 em canal aberto deve ser ruim mesmo. Pelo menos, os comentaristas de vocês devem se equivocar menos vezes que os nossos.
E obrigado por se comover com a nossa causa. Você não vai passar pelo que a gente tá passando e mesmo assim tem idéia do absurdo que isso é.

Abs

Speeder_76 disse...

Groo: o teu blog está endereçado no meu, portanto não há problema.

Maciel: De facto, é chato, e nós protestamos fortemente, mas somos uma minoria... a minha sorte é ter um canal estrangeiro que o transmite, portanto não fico a perder... ainda.