terça-feira, 24 de março de 2015

Quando a realidade se confunde com o cinema

Todos os "petrolheads" sabem agora que o ator hispano-alemão Daniel Bruhl é o Niki Lauda do filme "Rush". Contudo, apesar de ele já ter feito mais filmes, ainda não o esquecem pela interpretação do tricampeão austríaco que quase morreu no Nordschleife, a 1 de agosto de 1976. E isso aconteceu há uns tempos no Chile, quando filmava com Emma Watson o filme "Colonia".

Esta vi no site brasileiro Grande Prêmio: numa entrevista recente à revista 'The New Review', Brühl contou que quando saiu de um aeroporto na Argentina e entrou no táxi, viu um taxista assustado a olhar para ele. A partir daqui, um diálogo surreal se instalou entre eles.

- O sr. é o Niki Lauda? - perguntou o motorista.
- Bem, não, mas eu o interpretei num filme - respondeu Brühl
- Você pode guiar o meu carro, por favor?
- Por favor, não faça isso comigo", implorou Brühl, mas não adiantou. 

O ator completou dizendo que "o tráfego era louco - sem semáforos, cinco pistas. Anarquia! Era um carro de merda, mas eu fiz. Guiei até meu destino", concluiu.

É uma bela historieta, para verem até que ponto dá fazer de forma bem realista uma personagem real. Às vezes, dá para isto...

1 comentário:

bsbr disse...

Mais legal ainda é ver o amor dos argentinos pelo automobilismo.

Abraço

Henrique