segunda-feira, 4 de junho de 2007

Extra-Campeonato: O canal da polémica

Por estes dias, o mundo soube da ideia louca de um canal televisivo holandês de fazer um "reality-show" sobre uma mulher, aparentemente em fase terminal, que doaria um rim a um de três concorrentes com falhas renais. Houve muitos que ficaram ultrajados com a ideia(confesso que fui um deles), mas depois soubemos que foi tudo a fingir!


A ideia era alertar as pessoas acerca da falta de órgãos e de doadores. Sabendo que todos os anos, na Europa, dezenas de milhares de pessoas morrem à espera de um órgão para transplantar, o canal de TV holandês BNN (Bart News Network), em vez de fazer uma reportagem convencional, recorreu a um método radical para chamar a atenção: um "reality-show". E resultou! Agora é o assunto do dia não só na Holanda, mas um pouco por todo o mundo.


Hoje, folheando o Diário de Noticias, deparei com a noticia acerca deste canal televisivo. O título não poderia ser provocatório: "A louca liberdade televisiva na Holanda". E trata-se de um canal idealizado por Bart de Graaf (1967-2002), cujo objectivo era abordar os assuntos da actualidade numa perspectiva radical, dirigido para uma audiência entre os 15 e os 34 anos. A ideia dele era de fazer um canal de informação e entretenimento com o objectivo de provocar e fazer "guerrilha" no sentido de alertar e informar. O espírito é provocador, mas longe de ser insultuoso. Pelo menos nos cânones holandeses...



Seguindo um lema nacional "não sejas louco, pois quando ages normal já o és suficiente" tem programas interessantes, mas que provavelmente não iriam passar numa televisão convencional: programas sobre sexualidade, droga... tem também novelas (mas esta tem um enredo que não lembra nem ao Menino Jesus: conta a história de uma menina da mamã que faz serviço comunitário depois de atroplar uma pessoa...)



Outro programa interessante é o "Experimenta Antes de Morreres". A ideia é de proporcionar aos apresentadores para que experimentem algo radical, pelo menos uma vez na vida. As ideias vêm dos espectadores, e já proporcionram coisas loucas como um desses apresentadores, Sander Latinga, actuar como "streaker" numa partida dos quartos de final de Wimbledon entre Maria Sharapova e Elena Dementieva...



Estes métodos loucos, como é obvio, causam polémica na própria Holanda, principalmente entre os cristãos católicos de direita. O próprio primeiro-ministro holandês, Jan Peter Balkenende, o principal problema destas polêmicas é que o resto do Mundo já vê os holandeses como suficiente malucos e ele quer transmitir a imagem de que são um povo pacato e normal.



Pois... mas num país onde a cannabis e a prostituição é legal, e há partidos pedófilos, tavam à espera de quê? E quanto à ideia de ter um canal destes em Portugal ou noutro país qualquer? Eu acho que sim, pois como existe a TV Cabo e dentro em breve teremos a TV Digital. logo, haverá mais canais de TV no ar, é bem possivel que apareça um projecto destes... o João Kleber tinha lugar garantido!

1 comentário:

Groo disse...

Aparece lá no lbog do maximo ele deixou um recadinho pra gente.
www.maximomotor.blogspot.com/
Groo