sábado, 3 de janeiro de 2009

Speeder questiona... José António (4 Rodinhas)

Depois dos festejos do Natal e Ano Novo, é altura de voltar lentamente às velhas rubricas, e uma delas é o das entrevistas. Nos últimos dois meses do ano, tenho publicado entrevistas de blogueiros brasileiros, uma delas de uma rapariga, a Priscilla Bar, que está agora radicada em Espanha. Agora, depois do Ano Novo, tenho uma novidade, pois esta é a primeira entrevista feita a um blogueiro português!


Este não é um qualquer. O José António, que escreve desde Mangualde (uma vila no Centro do país, entre Viseu e Guarda), mantêm desde Setembro de 2006 o blogue Quatro Rodinhas, que expõe a sua vasta colecção de miniaturas de carros de Formula 1, Ralies (nacionais e estrangeiros), Sport-Protótipos e Turismos, entre outros, todos na escala 1/43, de inicio, para conseguir todos os modelos do seu idolo nas pistas, o austriaco Niki Lauda, mas depois virou vicio, e agora tem uma colecção apreciável, que ronda as 320 miniaturas. A entrevista foi feita em Novembro, antes dos acontecimentos da Honda, ou da formação da Ocean Racing Technology, por parte de Tiago Monteiro, mas isto não deixa de ser uma entrevista completa e interessante, pois aqui se fala de outra faceta dos apaixonados pelo automobilismo: os que coleccionam modelos.

1 – Olá, é um prazer ter-te aqui a responder às minhas perguntas. Queres explicar, em poucas linhas, como começou o teu blogue?

A ideia de ter um blogue surgiu depois de alguns meses a frequentar os blogues da minha região. O meu “hobbie” (o coleccionismo de miniaturas) serviu de tema para o blogue. Por outro lado o blogue permitiu-me catalogar a colecção e falar um pouco sobre cada modelo apresentado.


2 – O nome que ele tem, foi planeado ou saiu, pura e simplesmente, da tua cabeça?

O nome 4 Rodinhas foi inspirado na revista Quattroruote que tinha comprado na altura em que decidi criar o blogue.


3 – Antes de começares o teu, tinhas participado em algum blogue ou site?

Como disse anteriormente, já frequentava alguns blogues, mas também frequentava e participava em alguns sites de desporto automóvel (como p.ex. o PortalF1).


4 – Quando é que começou, e quantas visitas é que já teve até agora?

Comecei o blogue em Setembro de 2006 e neste momento vai com mais de 55 mil visitas.


5 – De todos os posts que já escreveste, lembras-te de algum que te orgulhe… ou não?

Nesse aspecto tenho que dizer que não tenho nenhum post que possa destacar… Talvez os posts que fiz para os modelos do meu piloto preferido. Aproveito para dizer que iniciei o coleccionismo de miniaturas à esc. 1/43, apenas com a intenção de adquirir os modelos do meu piloto preferido na F1. Depois disso a colecção foi evoluindo.


6 – O teu blogue é engraçado, pois fala exclusivamente de modelos. Lembras-te do primeiro que compraste?

Penso que o primeiro foi o do McLaren MP4-2B de 1985 do Niki Lauda. Foi comprado numa loja do Porto, em 1997.


7 – Quantos modelos têm em casa? E a tua mulher não fica chateada pelo facto dos modelos roubarem espaço?

A colecção tem neste momento cerca de 320 miniaturas, que estão numa pequena sala preparada para o efeito.


8 – Qual é, de todos, aquele que gostas mais? Ou todos eles têm o mesmo gozo para ti?

Gosto de todos os modelos, tenho até um ou outro que está repetido, e mesmo assim não conseguiria desfazer-me deles. Mas gosto especialmente das miniaturas do Lauda, pela razão de ter sido o piloto que mais apreciei na Formula 1.


9 – Conheces algum blogue parecido com o teu?

Sim, há vários, dos quais destaco estes quatro:
RM Style - http://rmstylespecialplace.blogspot.com/
Colecção de Miniaturas Automóveis - http://automobileminiature.blogspot.com/
Coleccionador de Miniaturas Auto - http://jcruzleitao.blogspot.com/
Toys and US - http://jcruzleitao.blogspot.com/


10 – Já alguma vez visitou o Museu da Miniatura Automóvel, em Gouveia?

Ora aqui está uma promessa adiada e uma falha grave da minha parte (risos), já que moro a cerca de 40 km de Gouveia.


11 – Dos blogues que conheces sobre automobilismo, qual(is) dele(s) é que tu nunca dispensas uma visita todos os dias?

Talvez a frequência não seja diária mas visito vários: o Blog do Ico, o do Pandini, o teu também está na lista, e mais alguns sites (PortalF1, GPTotal).


12 - Falamos agora de Formula 1. Lembras-te ainda da primeira corrida que assististe?

Tenho uma vaga memória da Formula 1 na década de setenta, mas o primeiro GP completo que assisti na televisão foi o de Portugal em 1984. Nessa altura já tinha 14 anos e foi a partir daí que comecei a seguir a Formula 1 de forma mais apaixonada.


13 – E qual foi aquela que mais te marcou?

Foi o primeiro GP que assisti ao vivo: GP de Portugal de 1989.


14 – Fittipaldi, Piquet e Senna. Qual dos três é aquele que mais te agrada, e porquê?

Nunca foi grande apreciador destes três pilotos mas para responder à pergunta talvez escolhesse o Fittipaldi porque foi o primeiro campeão brasileiro e aquele que, na minha opinião, correu na época mais espectacular da Formula 1.


15 - E achas que algum dia, Felipe Massa vai fazer parte deste trio de campeões?

Julgo que sim. Filipe Massa poderá vir a ser campeão porque está numa equipa com meios que lhe permitem atingir esse objectivo. Acho que lhe será difícil conquistar três campeonatos mas quem sabe….


16 - Compara-o aos três pilotos acima referidos. Filipe Massa é mais parecido com quem, e porquê?

Sinceramente não consigo ver nenhuma semelhança entre Massa e os tricampeões brasileiros. São pilotos diferentes que correram em épocas muito distintas.


17 - Achas que o título de 2008 foi bem entregue?

Penso que sim, normalmente o piloto que vence o campeonato é (quase) sempre merecido. Mas tenho que confessar que a minha opinião não é bem fundamentada porque não assisto a um GP desde que a Formula 1 deixou de dar em sinal aberto na televisão portuguesa.


18 - Tirando os brasileiros, qual é para ti o piloto mais marcante da história da Formula 1, e porquê?

Tenho que dizer que foi o Lauda, o meu piloto preferido na F1 (risos). Agora mais a sério, há muitos pilotos que foram marcantes: Prost, Senna, Schumacher… isto só para nomear 3 dos mais recentes.


19 - Para além de Formula 1, que outras modalidades tu mais gostas de ver?

Sempre que posso vou assistir aos ralis que passam na zona onde vivo. Depois pela televisão sigo o WRC e também as outras modalidades de automobilismo. Para além do automobilismo, vejo futebol, e tal como tu sofro com o Benfica.


20 – E costumas expor algum desses modelos no teu blog?

Sim, o blogue existe essencialmente para os expor e para catalogar a minha colecção.


21 - O que é que tu alcançaste, em termos de prémios e convites, desde que tu iniciaste o teu blogue?

Não recebi prémios nem convites. O blogue teve apenas um pequeno destaque num jornal digital que existe na minha cidade e noutra ocasião respondi a algumas perguntas a outro jornal (também da cidade) numa rubrica dedicada à blogoesfera. Algo semelhante ao que estou a fazer agora ao responder às tuas perguntas.


22 - “Correr é importante para as pessoas que o fazem bem, porque… é vida. Tudo que fazes antes ou depois, é somente uma espera.” Esta frase é dita pelo Steve McQueen, no filme “Le Mans”. Concordas com o seu significado? Sentes isso na tua pele, quando vês uma corrida?

Concordo em parte porque é realmente importante para quem corre… mas por outro lado, acho que há muito mais na vida para além das corridas. Até para os pilotos há mais para além das corridas depois de deixarem de correr.


23 - Tens alguma experiência automobilística, como karting? Se sim, ficaste a compreender melhor a razão pelo qual eles pegam num carro e andam às voltas num circuito?

Não tenho nenhuma experiência, sou apenas um observador de automobilismo.


24 - Tens algum período da história da Formula 1 que gostarias de ter assistido ao vivo?

Sim, gostaria de ter assistido ao início da Formula 1 (década de cinquenta). Aí sim, veríamos a Formula 1 na sua essência mais pura.


25 - Costumas jogar em algum simulador de corridas, como o “Gran Turismo”, o “Formula 1”, ou jogos “online”, como o BATRacer ou o “Grand Prix Legends”?

Agora já não. Já joguei em alguns simuladores de Formula 1 e no ano passado no BATRacer.


26 – Certamente, já viste a briga entre o René Arnoux e o Gilles Villeneuve, no GP de França de 1979. Para ti, aquelas voltas finais significam o quê?

Foi simplesmente um grande momento de espectáculo da F1, talvez a maior “luta” da história da Formula 1. São momentos que não se explicam, apenas assistimos e ficamos maravilhados.

Por acaso Arnoux e Villeneuve lutavam pelo segundo lugar e deram um grande espectáculo, um grande momento televisivo. Acredito que se estivessem a lutar pelo último lugar e talvez tivéssemos perdido esse momento mas eles de certeza que teriam lutado, com o mesmo prazer, como o fizeram pela segunda posição. Estou convencido que já houve momentos algo semelhantes que nos escaparam.


27 – Certo dia, Jeremy Clarkson, o mítico apresentador do programa de TV britânico "Top Gear", disse que Gilles Villeneuve foi "o melhor piloto que alguma vez sentou o rabo num carro de Formula 1". Concordas ou nem por isso?

Não concordo. Julgo que Villeneuve não foi o melhor piloto da Formula 1, aliás esse é um assunto em que não há consenso, logo é polémico. Mas por outro lado Gilles Villeneuve foi, na minha opinião, um dos mais espectaculares e combativos pilotos que já passou na Formula 1.

28 - Bruno Senna, Lucas di Grassi, Nelson Piquet Jr. Um já está lá, os outros dois querem lá chegar. Achas que algum dos três tem estofo de campeão? Qual?

Muito sinceramente não tenho opinião formada sobre os três. Mas uma coisa é certa, hoje em dia na F1 se um piloto não estiver numa equipa de topo (Ferrari e McLaren, as melhores actualmente), por muito bom que ele seja, nunca chegará a ser campeão.


29 – E no nosso caso? Filipe Albuquerque, Álvaro Parente, António Félix da Costa… acha que algum dia voltará a haver um piloto português na elite da Formula 1, com capacidade de inscrever o nosso país na lista dos vencedores?

No caso destes três pilotos nacionais, que são bons valores, pode acontecer que um deles consiga chegar à F1 mas daí a vencer um GP… se conseguir entrar na F1 já é muito difícil para um piloto nacional (principalmente devido ao nosso pequeno mercado) mais difícil será chegar a uma equipa com condições de vencer corridas.


30 - Tens alguns planos para o blogue, no futuro, do género, novas secções?

De momento não tenho nada previsto. Espero apenas ter tempo e disponibilidade para continuar a fazer os meus posts como vem sendo hábito.

Já agora, se quiserem ver as entrevistas anteriores, carreguem nos respectivos links:

4 comentários:

José António disse...

Bom dia, Speeder!
Um bom ano para todos!

É uma honra ser o primeiro do ano nesta tua rubrica.

Cumprimentos
José

F1Fan disse...

Legal essa primeira entrevista do ano.

E não deixe de ler o meu blog.


http://formulaoneaddict.blogspot.com/

Daniel Médici disse...

Muito legal oxigenar as entrevistas, ver outros pontos de vista sobre o automobilismo fora da Terra de Santa Cruz.

Abraços e um bom ano novo, agora com nossas gramacticas unyfycadas!

Alexandre Carvalho disse...

O José António conseguiu realizar o sonho que há muito tempo venho alimentando, mas sei que dificilmente vou conseguir: ter um cômodo do apartamento reservado apenas para as miniaturas.

Se com os livros sobre Fórmula-1 já está sendo difícil aqui em casa, imagine quando eu resolver aumentar minha pequena coleção de miniaturas.