terça-feira, 4 de Dezembro de 2012

Noticias: Anunciado o Rali de Portugal de 2013

A organização do Rali de Portugal anunciou hoje o que vai ser a sua edição de 2013. Depois de este ano, o rali de ter dividido em quatro dias, para o próximo ano, vai voltar aos três dias de competição e vai haver novidades: uma partida em Vilamoura, uma Super-Especial em Lisboa no final do primeiro dia e troços maiores, especialmente no último dia. Um dos troços, o de Almodôvar, vai ter 52 quiulómetros e será o "Power Stage" do rali.

O jornal Autosport resumiu aqui o que vai ser este Rali de Portugal, que vai decorrer entre os dias 12 a 14 de abril de 2013. 

Partida de Vilamoura 

Com os reconhecimentos a terem lugar nos dias 9 e 10 de Abril, a Qualifying Stage (11 de Abril) mantém o cenário de Vale do Judeu para a decisão da ordem de partida, que será escolhida pelos mais rápidos numa cerimónia a realizar no parque de assistência pelas 13.00h. Nesse mesmo dia e pela primeira vez desde que regressou ao campeonato do mundo, o Vodafone Rally de Portugal terá uma partida simbólica no magnífico cenário da Marina de Vilamoura, reeditando assim a excelente experiência das edições de 2005 e 2006, então na fase de candidatura ao WRC. 

1º dia: Do Algarve até Lisboa 

A abertura competitiva do evento, a 12 de Abril, inclui as duas primeiras secções da prova, com cinco provas especiais de classificação: Mú (20,32km), trata-se de uma variante da classificativa de Felizes, com um final diferente. Já Ourique (18,32km) utiliza estradas que anteriormente estiveram integradas noutros troços, nomeadamente na classificativa de Santa Clara, sendo ambas percorridas numa dupla passagem antes da ligação até Lisboa. 

A Super Especial de Lisboa, que se realizará uma vez mais na Praça do Império, tendo como pano de fundo o Mosteiro dos Jerónimos e o Centro Cultural de Belém, beneficiará de um novo horário destinado a permitir uma presença ainda mais ampla dos espectadores da zona da capital. A partida dos primeiros concorrentes (em ordem inversa) terá lugar às 18H15, sendo antecedida pelo reconhecimento do traçado por parte dos pilotos, feito nos próprios carros de competição, e por uma prova destinada a clássicos desportivos. Pelas 18h00 está agendada uma sessão de autógrafos com os principais pilotos presentes na prova.  

2º dia: Loulé em sentido contrário 

O segundo dia competitivo (sábado, 13 de Abril) é também o mais longo em termos de quilometragem de classificativas, com nada menos do que 158,54km, e inclui uma nova combinação de troços cronometrados. Assim, o dia começa com os 31,12km de Santana da Serra, sem qualquer modificação em relação à última edição, situação que se prolonga na prova de Vascão, com os seus irrepreensíveis 25,37km. Já Loulé, agora com 22,78km, é disputado em sentido contrário ao das últimas edições, com partida na EN2, em Cavalos, e final nas proximidades da povoação de Califórnia, todos eles com dupla passagem. 

3º dia: Regresso dos troços longos 

O último dia de prova - domingo, 14 de Abril - promete emoções fortes: depois dos inalterados 21,52km de Silves, surge talvez a maior novidade da prova, o novo troço de Almodôvar, o qual, com os seus 52,30 km passa a constituir uma das classificativas de terra mais longas das provas europeias pontuáveis para o Mundial de Ralis. 

Reunindo o essencial dos troços de Ourique e de Almodôvar, com início no Rio Torto (Ourique), e final nas Fontes Ferrenhas (Almodôvar), esta classificativa encerrará o Rally de Portugal 2013, revestindo ainda o aliciante de ser o Power Stage da prova, onde os três melhor classificados recolherão pontos extra para o campeonato. A especial aproveita partes já bem conhecidas do troço de Ourique, passa novamente por cima da A2, utiliza uma parte do troço de Santa Clara e mais tarde vai entroncar no de Almodôvar, terminando no mesmo final deste último. 

No total, 52,3 Km e um final em beleza para o Rali de Portugal. No total, o percurso contempla 1630,92km, com 15 provas de classificação, somando 386,73km, o que representa 23,71% da distância absoluta."

Sem comentários: