quarta-feira, 4 de março de 2015

Noticias: Manor-Marussia confirma que vai correr em Melbourne

A Manor-Marussia confirmou esta tarde na sua página do Facebook que estará presente em Melbourne, depois de ter anunciado a sua estrutura diretiva e o seu carro com as especificações de 2015 já ter ido para a FIA no sentido de se sujeito ao obrigatório "crash-test". De acordo com o site Motorsport, a equipa nomeou Justin King como seu diretor interino, o milionário Sean Fitzpatrick como o seu investidor, para alem de John Booth e Graeme Lowdon como diretores desportivos.

"A equipa tem vindo a preparar os carros com os quais ele vai começar a temporada de 2015 e que cumprem integralmente os novos regulamentos. Mais tarde na temporada, irá introduzir um novo carro, com especificações de 2015, de acordo com os projetos iniciados no ano passado", disse a equipa no seu comunicado oficial, divulgado na sua página de Facebook. Caso passe no "crash-test", o carro que será apresentado vai ser uma versão B do chassis de 2014.

John Booth aproveitou para agradecer a todas as entidades do automobilismo que ajudaram a que a Manor-Marussia regressasse às pistas nesta temporada. "Eu quero agradecer a todas as equipes, a FIA, Formula One Management, aos nossos fornecedores e funcionários e, claro, todos os fãs pelo apoio que temos recebido ao longo dos últimos seis meses. Tem sido um período desafiador para todos nós, nós viemos intensamente e agora só queremos correr novamente", começou por afirmar.

"Com a formidável nova liderança empresarial de Stephen Fitzpatrick e a presença e conselhos de Justin King, agora estamos num ótimo lugar à frente da nova temporada. Este é um momento fantástico e muito gratificante para todos os envolvidos", concluiu.

Esta noticia aparece duas semanas depois da Manor-Marussia ter saído da administração de falência que tinha sido colocada no final do ano passado pelos donos da Marussia.

Quando ao novo investidor, Sean Fitzpatrick é o fundador e dono da firma de energia OVO. Um "petrolhead", esteve no passado ano e meio à procura de uma equipa interessante onde pudesse investir. Depois de ter andado pela Formula E, andou depois pela Caterham, demonstrando algum interesse na aquisição da equipa, mas no final, virou-se para a Manor-Marussia, onde decidiu ajudar a tirar a equipa da situação de falência. Aparentemente, poderá investir cerca de 40 milhões de libras na competição, o que supera ligeiramente os 35 milhões de libras que a equipa receberá por ter acabado o campeonato de 2014 na nona posição.

Em termos de pilotos, com Will Stevens confirmado para correr, daqui a poucos dias será conhecido o segundo piloto da marca.

1 comentário:

John Victor Cavalcanti de Andrade disse...

Nunca duvidei que eles pudesem participar do inicio da temporada, mesmo sendo uma equipe do final do pelotão e sempre bom ter muitos carros no grid.