quinta-feira, 23 de abril de 2015

Quem colocaríamos numa competição feminina? (Parte 2)

(continuação do capitulo anterior) 

6 - Katherine Legge

Aos 34 anos de idade (nascida a 12 de julho de 1980), a última vez que ela foi vista foi na Formula E, onde correu um o carro da Amlin Aguri nas duas primeiras provas do ano, sem resultados de relevo. Mas a sua carreira já é grande, começando no ano 2000, na formula Ford, onde foi pole-position numa corrida. Em 2005, estava nos Estados Unidos, onde correu no campeonato Atlantic, vencendo três corridas e acabando na terceira posição. Pelo meio, fez um teste num Minardi de Formula 1, andou num carro da A1GP, antes de em 2006 andar na ChampCar por duas temporadas, primeiro pela PKV, e depois pela Dale Coyne, onde conseguiu dois sextos lugares como melhor resultado.

Entre 2008 e 2010, foi para o DTM, correndo num Audi e não conseguindo qualquer ponto, ao que logo a seguir, em 2012, foi para a IndyCar, pela Dragon Racing, conseguindo como melhor resultado um nono posto em Fontana, a última prova do ano. Teve uma participação em 2013 nas 500 Milhas de Indianápolis, antes de ir para a United SportsCar Series, guiando o carro da DeltaWing, onde continua nesta temporada.

7 - Vittoria Piria

Filha de pai inglês e mãe italiana, "Vicky", de 21 anos (nascida a 11 de novembro de 1993, em Milão), depois de cinco temporadas no karting, passou em 2009 para os monolugares, onde correu na Formula 2000 Light. No ano seguinte, passou para a Formula Abarth, sem conseguir pontuar, o que fez com que ficasse mais uma temporada na categoria, onde conseguiu nove pontos e o 15º posto final.

Em 2012, passou para a GP3 Series, correndo pela Addax, mas não foi mais longe do que um 12º posto no Mónaco, logo, não conseguindo pontuar. No ano seguinte, esteve na espanhola Euro Formula 3 Open, onde foi décima classificada, antes de ir em 2014 para os Estados Unidos, onde correu quatro provas na Pro Mazda Series.   

8 - Tatiana Calderon

Colombiana, com 22 anos de idade (nasceu a 10 de março de 1993), a carreira de Calderon nos monolugares começou em Star Mazda americana em 2010, terminando no décimo posto, e no ano seguinte, chegou ao sexto lugar, depois de conseguir dois pódios. Em 2012, passou para a Euro Formula 3 Open espanhola, onde ao serviço da equipa de Emilio de Villota, onde foi nona classificada no campeonato. 

Em 2013, foi para a Formula 3 europeia, ao serviço da Duble R Racing, sem conseguir pontuar, mas continuou no ano seguinte, desta vez na Jo Zeller Racing, onde conseguiu 29 pontos e o 15º lugar na geral. Em 2015, continuará na Formula 3 europeia, agora ao serviço da Carlin.  


9 - Beitske Visser


Aos vinte anos de idade (nasceu a 10 de março de 1995), já têm quatro temporadas de monolugares, e com algumas vitórias nas mãos. Agora vai a caminho da sua segunda temporada na World Series by Renault, ao serviço da espanhola AV Formula, Visser já fez parte do programa de jovens pilotos da Red Bull, em 2013, depois de ter vencido duas corridas na Formula ADAC Masters, na Alemanha. 

A sua temporada de estreia na WSR, em 2014, também pela AV Formula, foi modesta, mas conseguiu pontuar por duas vezes, uma delas um quinto lugar em Jerez e terceiro entre os "rookies", que permitiu subir ao pódio. Para além disso, correu em duas provas da GP3, pela Hilmer Motorsport, sem conseguir pontuar.

10 - Pippa Mann

Aos 31 anos de idade (nasceu a 13 de agosto de 1983), Mann vai este ano correr nas 500 Milhas de Indianápolis a bordo de um carro da Dale Coyne. Mas a sua carreira no monolugares começou em 2003, na Formula Renault britânica. Até 2006, não conseguiu resultados de relevo, embora nesse ano tenha sido 19ª no campeonato, com 89 pontos.

No ano seguinte, foi para a World Series by Renault, onde conseguiu um ponto pela Cram Competition, e no ano seguinte, pela P1 Motorsport, foi melhor, com um sétimo lugar numa das rondas de Nurburgring, obtendo cinco pontos. 

Em 2009, passou para a IndyLights americana, onde no ano seguinte conseguiu uma vitória e três pole-positions, terminando a temporada no quinto lugar da classificação geral. Uma dessas poles foi em Indianápolis, tornando-se na primeira mulher a consegui-lo.

Assim sendo, em 2011, passou para a IndyCar, com participações esporádicas, especialmente nas 500 Milhas de Indianápolis, sendo que nos dois últimos anos foram ao serviço da Dale Coyne. Pelo meio, em 2012, correu na Auto GP, pela Campos Racing, onde conseguiu cinco pontos, todos em Sonoma.

11 - Bia Figueiredo

A piloto brasileira de 30 anos (nascida a 18 de março de 1985), anda atualmente pela Stock Car brasileira, depois de quatro temporadas na IndyCar, com resultados algo modestos. Ela conseguiu um 11º lugar em Toronto, em 2011, pela Dreyer & Reinbold Racing, e a sua última passagem data de 2013, quando fez sete corridas com a Dale Coyne.

Mas antes disso, começou a sua carreira em monolugares na Formula Renault brasileira, onde foi terceira classificada em 2005, conseguindo três vitórias e três pole-positions, passando depois para a Formula 3 Sul-Americana, onde foi quinta classificada. Em 2008, andou pela IndyLights, acabando no terceiro lugar, após uma vitória e cinco pódios. No ano seguinte, venceu mais uma corrida, mas conseguiu mais um pódio, terminando no oitavo lugar.

12 - Samin Gomez Briceño

Piloto venezuelana de 23 anos (nascida a 4 de fevereiro de 1992), Samin Gomez tenta agora voltar à GP3, depois de ter lá andado na temporada de 2013 pela Jenzer Motorsport, sem conseguir qualquer ponto. Mas a sua participação nos monolugares começou em 2008, na Asian Formula Renault Challenge, onde em 2009 foi nona classificada, e em 2010, foi terceira, depois de ter conseguido duas pole-positions e três idas ao pódio.

Em 2011 passou para a Formula Abarth italiana, onde no ano seguinte, pela Jenzer Motorsport, foi sétima classificada, depois de conseguir dois pódios na série europeia, e uma volta mais rápida na série italiana, onde também terminou na sétima posição. Depois da GP3, foi para a AutoGP, onde correu em quatro provas, com um nono lugar como melhor resultado.

13 - Sabine Schmitz

A partir da numero treze, fica complicado encontrar pilotos que tenham uma carreira consistente no automobilismo, provando que esta é uma modalidade bem complicada para elas. Mas há algumas semanas surgiu a noticia de que a alemã Sabine Schmitz iria correr num Chevrolet da Munnich na etapa alemã do WTCC, sendo a primeira mulher a participar nesta competição.

Mas o que faz ela aqui nesta lista é que é uma das pessoas que conhece melhor o Nordschleife. Apesar de já ter 45 anos de idade (nasceu a 14 de maio de 1969), começou a correr em Turismos, tendo vencido as 24 Horas de Nurburgring em 1996 e 1997, ambos num BMW M3. e em 2008, num BMW Z4, foi terceira classificada.

Mas pelo meio, entrou em vários programas de televisão, quer na Alemanha, quer no resto do mundo. Em 2004 e 2005, fez participações no programa Top Gear, onde tentou andar abaixo dos dez minutos no Nordschleife numa carrinha Ford Transit. Dois anos depois, entrou num desafio entre a Alemanha e a Grã-Bretanha, no circuito de Zolder, no mesmo programa.

Para além disso, já teve - e conduzia - uma companhia de táxis que providencia voltas ao Nordschleife. Segundo as suas próprias contas, deve ter dado mais de vinte mil voltas no circuito ao longo da sua carreira.

(continua)

2 comentários:

Bruno Patuleia disse...

Muito bom este teu top, mas devias o ter publicado em ordem decrescente

Paulo Alexandre Teixeira disse...

Bruno:

Aqui não houve nenhum critério senão a do acaso. Mas houve algumas omissões propositais, isso posso admitir. Mas isto ainda não acabou, digo-te já.