quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

A foto do dia

Basicamente deve ser a imagem do dia neste primeiro dia de testes em Barcelona: os carros de Felipe Nasr e de Susie Wolff na gravilha, depois de um desentendimento entre os dois ter causado o acidente, na curva 4 do circuito de Montemeló.

Ambos os pilotos estão debaixo de escrutínio. Nasr por ser novato, Wolff por ser... mulher. E claro, o acidente acabou por ser um belo pretexto para os detratores colocarem as culpas na mulher de Toto Wolff, e que - sejamos honestos, os fatos falam por si - nunca fez grande carreira no DTM, quando correu com o seu nome de solteira, Susie Stoddart.

Wolff inutilizou um modelo deste ano e perdeu grande parte do dia reservado para ela, um dos poucos que terá antes de ser a terceira piloto nos treinos livres deste ano, que vai para o lugar de... Nasr. Francamente, o que interessa é que ninguém se magoou, mas o facto de ela não ter... aquilo, faz com que seja motivo de chacota, desprezo e alguma fúria. Maior do que por exemplo, Pastor Maldonado!

E a grande ironia é que hoje, o venezuelano foi o piloto mais veloz deste dia. E Wolff ainda teve tempo para dar mais algumas voltas neste dia, graças ao trabalho dos mecânicos da Williams em colocar o carro pronto. Um aplauso para eles!

Mas ver que, mesmo com as justificações, pedidos de desculpa, e menorização de um incidente como este, ainda há um machismo velado, vindo de séculos de preconceito. Que as mulheres são perigosas ao volante, por exemplo. Mesmo que ela não seja culpa, "descerá a lenha sobre ela". Agora imeginem que era piloto efetiva, com lugar na grelha? Para o Pastor Maldonado, seria a desculpa perfeita para o esquecerem...

3 comentários:

Fórmula Retrô disse...

Por que estão colocando a culpa em Susie sem ao menos ver o vídeo?

Ron Groo disse...

Bem, piloto Williams, enquanto lá, nunca tem culpa... Maldito Nasr

Paulo Alexandre Teixeira disse...

Cara Formula Retrô: não estou a colocar a culpa na Susie Wolff, apernas estou a afirmar o que li ao longo do dia sobre ela nas redes sociais, que disseram por outras palavras que o lugar da mulher é na cozinha e não ao volante.

Em suma, aproveitaram a ocasião para "descer a lenha" sobre a elo mais fraco, que à partida, era ela. Mas ela depois conseguiu dar umas voltas, que era o que interessava.