quarta-feira, 6 de maio de 2015

O aviso da Lotus a Pastor Maldonado

Se achavam que o peso dos petro-dólares venezuelanos seriam mais do que suficiente para que Pastor Maldonado ter uma espécie de lugar permanente na Formula 1, parece que a maré está a mudar. A Autosport britânica noticia hoje que a Lotus já o avisou, afirmando que não pode garantir o seu lugar se não apresentar resultados dignos desse nome. É que em quatro corridas, ele não tem qualquer ponto, enquanto que o seu companheiro de equipa, Romain Grosjean, já têm doze pontos e ocupa a nona posição do campeonato. 

Pior: nas 23 corridas em que esteve ao serviço da equipa de Enstone, o piloto de 30 anos conseguiu apenas dois pontos, graças a um nono lugar em Austin.

Se os observadores e críticos são unânimes em afirmar que Maldonado não é um piloto digno desse nome, são também unânimes em afirmar que o dinheiro que o estado venezuelano está a meter na Formula 1 é demasiado grande para ser menosprezado. Este ano serão 27 milhões de dólares na Lotus, e isso ajudou a cortar nos prejuízos da empresa, que em 2014 caíram dos 64 milhões de libras para apenas... seis milhões.

Matthew Carter, o CEO da marca, afirma que apesar do peso do patrocinador, o piloto tem de merecer a confiança para continuar por ali: 

"A PDVSA é, provavelmente, um dos maiores patrocinadores dentro de Formula 1", começou por dizer à Autosport britânica. "Eles são um bom patrocinador, e como os nossos números mais recentes mostram,o seu envolvimento dentro da equipa é importante.

"Por agora, eles fazem parte daquilo que compõe o nosso orçamento, por isso não vemos nada que possa ser mudado. Contudo, nenhum piloto está numa posição onde não pode ser descartado. Eles são tão bons quanto os seus últimos desempenhos", continuou.

Apesar do aviso, Carter afirma que Maldonado está a sofrer aquilo que chama de "má publicidade": "Ele é um piloto veloz, nós sabemos o que ele faz no simulador e o que ele faz na pista". Mas apesar da "má publicidade", este ano, ele tem sido mais azarado do que desastrado nas quatro primeiras corridas do ano. E curiosamente, isto acontece no fim de semana do GP de Espanha, lugar onde três anos antes, alcançou a sua unica vitória até ao momento...

5 comentários:

Gustavo Lucena disse...

Johnny Ceccoto Jr. poderia ser o nome a substituí-lo, afinal a vaga é da PDVSA.

Paulo Alexandre Teixeira disse...

Está "esquecido" na AutoGP. Não creio...

Mário Filgueira disse...

O mais curioso é que o número dele é 13. hehehe que coisa não?><

Elton Santos disse...

Certamente quem assumirá a vaga será um piloto PDVSA.

Paulo Alexandre Teixeira disse...

Não necessariamente, Elton. Podem alterar o contrato e dizer que o piloto não é um item necessário. Mas não creio que haverá alterações.