segunda-feira, 13 de abril de 2015

Todos querem a Formula E!

Parece um exagero, mas é real. Sabia-se que a competição está a ser um sucesso nesta primeira temporada da competição, bem organizada por Alejandro Agag e que está a atrair pilotos e construtoras para o processo da competição elétrica, e sabia-se que algumas das pistas do calendário aconteceriam em sitios miticos para o automobilismo - apesar de todas serem em pistas urbanas - mas não se sabia que haveria tanta gente interessada em ter uma corrida destas. E dispostas a pagar muito bem para tal.

"Temos mais de 180 cidades que fizeram o pedido para ter uma corrida, e muitas delas estão prontas para pagar muito dinheiro para isso. Então, nesse momento, estamos apenas no processo de avaliar todo o panorama", começou por afirmar Agag à revista inglesa 'Autosport'.

"Queremos correr nos centros de cidades, queremos passar a mensagem de que monolugares elétricos estão prontos para as cidades agora. É difícil mudar a percepção dos carros elétricos, mas é o que queremos fazer é mostrando-os nesse contexto", continuou.

As declarações - dos quais podem ler na integra no Motordrome Brasil - fala dos planos de Agag em ter poucos clássicos. Long Beach e Mónaco estão lá, mas ele quer Singapura no calendário, embora não diga se pretende que a corrida aconteça de dia ou de noite, como acontece com a Formula 1. E de certeza que não será com aquele desenho, pois é grande demais para umas baterias que ainda são pouco potentes. E já agora, se correrem em Paris, porque não reproduzirem o circuito existente no livro do Michel Vaillant, "Paris a 300 km/hora"?  

A Formula E estará de volta a 9 de maio, nas ruas do Mónaco. E veremos mais tarde no ano que calendário é que apresentará para a temporada de 2015-16.

2 comentários:

rafael moura disse...

esse circuito esta muito parecido com a pista opera paris do gran turismo 2 no playstation 2

Paulo Alexandre Teixeira disse...

Pois, Rafael. Parece que por ali lê-se os livros do Michel Vaillant...